ÚLTIMOS SONETOS - Sidónio Miguel


Miguel, Sidónio - ÚLTIMOS SONETOS
[S.l. : s.n.], imp. 1942 ( Vila Nova de Famalicäo : -- Tip. Minerva).
127 p. ; 19 cm - Brochado.
Exemplar valorizado pela dedicatória do autor.
Muito bom exemplar.
Invulgar.
1ª edição
€18.00
Iva  e portes incluídos.

António Ribeiro da Silva e Sousa (1886-1957)
Reconheceram-no os poetas coetâneos José Régio e Alberto de Serpa, quando o incluíram na Antologia de Poesia Religiosa Portuguesa que organizaram. É, de facto, com aqueloutro que aqui já homenageámos (Tomás de Figueiredo), um dos poucos que no nosso século XX cultivaram a difícil forma do soneto como meio de expressão preferida e habitual; e este Miguel conseguiu refiná-la a níveis que por certo farão a delícia do analista sintáctico e estilístico.